Destaques Geral Local Política

Dr. Pessoa visita áreas de risco com governador e garante recursos para assistência às famílias afetadas

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, visitou novamente, nesta sexta-feira (7), as áreas de risco para alagamentos e as famílias vulneráveis que estão temporariamente em abrigos na zona Norte da capital. Desta vez, o chefe do executivo municipal foi acompanhado pelo governador do Estado, Wellington Dias.

Na ocasião, Dr. Pessoa enfatizou que o intuito da agenda é mostrar mais de perto ao governador a situação de emergência pela qual a cidade está passando neste momento, por conta das fortes chuvas e do aumento no nível dos rios e lagoas, e alinhar ações assistenciais em parceria entre as duas instâncias administrativas.

“Queremos ajudar aqueles ou aquelas que estão precisando da assistência do poder público. As comunidades vulneráveis precisam de lençóis, alimentação, abrigo e casas acolhedoras, por exemplo. O governo tem a sua programação estadual e vai discutir conosco o que podemos fazer juntos”, disse o prefeito.

Além da visita às áreas críticas para alagamentos na região que estão sendo monitoradas pela Defesa Civil Municipal, a comitiva visitou alguns abrigos improvisados, como o instalado na Escola Municipal Antônio Dilson Fernandes, na Vila Apolônia, onde atualmente estão alojadas seis famílias.

Ao elogiar o trabalho das equipes de assistência, Wellington Dias também destacou a importância do programa Aluguel Solidário, iniciativa da Prefeitura de Teresina, que permite às pessoas em situação de vulnerabilidade ficar abrigadas na casa de parentes ou alugadas por meio de um benefício social.

“Vejo as pessoas bem atendidas e toda a dedicação das equipes. Todo o foco é na pessoa humana, cuidar para que elas, no momento de transtorno, tenham um bom atendimento. Vamos cuidar das outras coisas materiais, da infraestrutura e nas soluções que for preciso, sempre integrado. Queremos trabalhar integrado com o município”, afirmou o governador.

Ao término da visita, a Secretaria Estadual da Assistência Social (SASC-PI) anunciou que, além dos suprimentos já distribuídos diretamente às famílias abrigadas temporariamente nos alojamentos da capital, fará o pagamento das parcelas do co-financiamento social vencidas e antecipação de parcelas referentes ao ano de 2022.

“O objetivo é que esses recursos, exatamente para esse tipo de eventualidade, possam ser utilizados nesse momento de dificuldade e melhorar o sofrimento dos nossos irmãos atingidos pelas enchentes. Devemos passar nesse momento um montante no valor de R$ 1 milhão”, informou o secretário Zé Santana.

     

Wellington Dias destacou que a prioridade é o acolhimento das pessoas. “Tivemos a oportunidade de conversar com algumas famílias que moram aqui há bastante tempo, que estão abrigadas em casa de familiares ou nas escolas. Entre tantas coisas que a Prefeitura está trabalhando, a prioridade é o programa de família solidária, em que as pessoas ficam abrigadas ou na casa de um parente ou de uma pessoa conhecida, isso dá, não só mais independência para a família, mas também menos risco de adoecimento por Covid e outras viroses, é uma orientação que estamos dando para todo o Estado”, disse.

O governador enfatizou ainda que estão sendo estudadas soluções definitivas de infraestrutura na região. “Ao mesmo tempo que as pessoas estão sendo bem atendidas, é claro que vamos cuidar da infraestrutura e soluções que precisam ser definitivas, sempre trabalhando de forma integrada, mas tudo que for feito será dialogando com as famílias, trabalhando junto com o Município, com o Governo Federal, com a bancada federal e com a comunidade”, ressaltou Dias.

Fontes: Semcom/CCom