Destaques Geral Local Política

Dr. Pessoa orienta para trabalho integrado da Prefeitura com a população para melhoria da limpeza pública

Ampliação da melhoria do saneamento básico em Teresina é uma das metas da atual gestão da prefeitura da capital do Piauí comandada pelo prefeito Dr. Pessoa (MDB). O saneamento também passa por atenção especial no tocante à limpeza pública da cidade. Nesse sentido, o gestor orientou à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) para um trabalho mais integrado com a população.

O secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, aproveita a oportunidade para alertar a população sobre os prejuízos causados pelo depósito de lixo em local proibido, como calçadas e praças públicas. A Prefeitura de Teresina monitora diariamente mais de 60 pontos de descarte irregular de lixo e gasta mais de R$ 380 mil por mês para realizar a coleta nesses pontos.

“Precisamos da ajuda da população para solucionar esse problema. A Prefeitura está fazendo sua parte, que é a coleta e a limpeza urbana. Mas quando um cidadão deposita lixo em local proibido, além de colocar em risco a própria saúde, porque causa a proliferação de doenças, também impõe prejuízos financeiros aos cofres municipais. Primeiro, porque existe um custo para o recolhimento desse lixo e, segundo, porque quando chove esse lixo é carregado pela água e entope as galerias. Depois, a Prefeitura tem mais um custo, relativo à limpeza das galerias. Todo esse valor gasto poderia ser aplicado em outras áreas, inclusive no combate à pandemia do novo coronavírus”, explica o gestor.

Em fevereiro, a zona sul foi a que mais registrou lixo em local proibido, acumulando 2,59 mil toneladas. A zona sudeste registrou 2,38 mil toneladas, a zona leste 2,12 mil toneladas e a zona norte 1,45 mil toneladas. Ao todo foram recolhidas, exatamente, 8.557,28 toneladas de lixo depositado em local proibido no mês de fevereiro em Teresina.

A Semduh informa que o serviço de limpeza pública permanece funcionando normalmente durante os feriados e pontos facultativos, por se tratar de uma atividade considerada essencial.

Redução de custos

O secretário Edmilson Ferreira se reuniu, esta semana, com coordenadores e demais técnicos da Semduh para avaliar o andamento das ações da pasta, dar encaminhamentos e orientações para os próximos passos e buscar formas de reduzir custos.

Foram levantadas na reunião as demandas relacionadas à regularização fundiária: entrega das moradias do Parque Brasil e desapropriações. Nos próximos dias, a Semduh e a Secretaria do Planejamento entregarão 80 residências na zona Norte contemplando famílias em situação de risco.

Também foram discutidas as ações de desburocratização dos processos da construção civil que já estão encaminhadas e a instalação de banheiros e lavabos em praças públicas.

O secretário também frisou a importância de intensificar as ações de monitoramento dos pontos de descarte irregular de lixo e a necessidade de dar continuidade às campanhas de conscientização da sociedade.

Demandas relacionadas à operação tapa-buraco e à iluminação pública também foram discutidas.

“Tivemos uma reunião bastante produtiva, pontuamos o que vamos priorizar e os próximos passos a serem seguidos. Os coordenadores deram sugestões para tornar o trabalho mais objetivo e reduzir as despesas. Essa é exatamente a meta da nova gestão do prefeito Dr. Pessoa, praticidade, eficiência e redução de custos”, declarou o secretário Edmilson Ferreira.

Redação