Geral Municipios Política

Defesa Civil de Caxias visita escolas que servirão de abrigos para famílias atingidas pela enchente do Rio Itapecuru

Nessa segunda-feira (10), a Defesa Civil realizou uma visita às unidades educacionais, que ficarão à disposição do município caso haja a necessidade de abrigar famílias durante este período chuvoso. Estiveram presentes órgãos que integram as pastas da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SEMECT) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil. Dentre as escolas visitadas estão: Escola José Castro, no bairro Ponte; Escola Joaquim Francisco, no bairro Centro; Escola Costa Sobrinho bairro Pirajá e Escola Leôncio Alves, no bairro Campo de Belém.

“Essa medida é preventiva e antes de qualquer coisa, estamos visitando escolas que possam servir como abrigos, caso haja necessidade. As chuvas estão vindo muito fortes. Aqui na cidade ainda está tudo sob controle. Estamos fazendo esse trabalho após uma conversa com o prefeito Fábio Gentil, que nos autorizou a providenciar as medidas necessárias para atender à população que por ventura seja atingida”, lembra Ana Lúcia Ximenes, secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

“Pela primeira vez estamos sendo procurados para acolher as famílias. Temos quatro salas de aula climatizadas, cozinha e banheiros. Estamos aqui à disposição da sociedade caso haja necessidade”, frisa Gorete Miranda, gestora da escola Joaquim Francisco.

“Este é um momento de todos darem as mãos, estamos colocando a escola à disposição”, disse Geovana Santos, gestora da escola Costa Sobrinho no Pirajá.

O Rio Itapecuru já entrou na cota de alerta, ultrapassando os 5 metros, o que demonstra que há a necessidade de continuar em contato com as famílias para alertá-las da necessidade de remoção quando o rio estiver chegando mais próximo das residências. A enchente do Rio está acontecendo aos poucos. Major Malheiros, acredita que, com base nos dados que estão sendo levantados diariamente, a enchente já deva atingir locais onde algumas famílias já foram retiradas no bairro Galeana.

“Já passamos dos 5 metros, a tendência é só subir. A água está vindo de Colinas e Montevidéu. Houve uma desaceleração nos últimos dois dias, por conta da falta de chuva na Bacia do Rio Itapecuru. Nós retornamos e avisamos as famílias da Rua Beira Rio orientando. Já retiramos dez famílias do Bairro Galeana. Agora, estamos visitando as escolas para caso seja necessário possamos receber essas famílias. A cada hora o rio está subindo 2 cm, na quarta-feira (12), é possível que algumas casas já sejam afetadas. Caso a família queira fazer logo a mudança, basta acionar a Defesa Civil para que possamos fazer a retirada”, lembra Major Malheiros, coordenador da Defesa Civil de Caxias (MA).

O Prefeito de Caxias (MA), Fábio Gentil destacou a importância das medidas preventivas para garantir que nenhum caxiense tenha prejuízos por conta das enchentes. “Já reunimos nossos secretários para que possamos oferecer ajuda para as famílias ribeirinhas. O Rio Itapecuru já inundou algumas casas, consequentemente nós devemos tomar providências, principalmente conscientizando a população da necessidade de as famílias deixarem suas casas, para que possam evitar um transtorno maior. É necessário que possamos contar com a ajuda da população. Nós estamos oferecendo o transporte para as escolas e também para casa de parentes. A Prefeitura de Caxias é parceira e vai ajudar a população”, destaca Fábio Gentil, prefeito de Caxias (MA).

Fonte: PMC