Destaques Geral Local Política

Crianças venezuelanas participam de ação recreativa promovida pela Semcaspi

Danças, contação de histórias, pinturas e muitas brincadeiras. Foram essas e outras ações que marcaram o lançamento do Projeto Atividades Lúdicas, para as crianças indígenas venezuelanas, que aconteceu na manhã deste sábado (22), no abrigo Emater. Os abrigos, localizados nos Bairros Buenos Aires e Poti Velho, zona Norte de Teresina, também receberão a ação.

O Projeto Atividades Lúdicas foi idealizado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Políticas Integradas, com o apoio dos seguintes colaboradores Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), o grupo Mechas do Bem e profissionais voluntários.

Eliana Lago, secretária da Semcaspi, conta que dentre as ações de gestão está a melhoria nas condições de vida dos indígenas venezuelanos não apenas para os adultos, mas também para as crianças.

“Não se pode pensar que abrigando os Waraos, a gente só precisa alimentá-los. Nós estamos com muitas outras propostas a serem executadas. Mas uma coisa que a gente não pode esquecer é que nós temos várias crianças e hoje lançamos este projeto lúdico. Criança é criança em qualquer lugar, criança precisa de atenção e precisa de brincadeiras. Como a nossa gestão na Semcaspi é participativa, em nome do Prefeito Doutor Pessoa, vamos, aos poucos, acertando e alinhando as situações”, pontuou a secretária.

Segundo Débora Ferraz, gerente de Políticas Integradas da Semcaspi, o Projeto Atividades Lúdicas tem sido possível com o apoio dos colaboradores, que buscaram unir a cultura de brincadeiras infantis dos Waraos com as brasileiras.

“A gente quis proporcionar uma manhã divertida, com brincadeiras, tendo o entendimento que o ato de brincar é muito mais que diversão. O brincar envolve ações cognitivas, o solucionar problemas e ainda ajuda no processo de interagir com outras pessoas. E aqui, a gente tem uma cultura diferente da nossa e o brincar, que apresentamos, é uma mescla do que as crianças Warao têm em sua cultura como brincadeira, e o que a gente tem aqui”, esclareceu.

INTERAÇÃO ENTRE PAIS E FILHOS

De acordo com Antônio Neto, coordenador do abrigo Emater, o Projeto Atividades Lúdicas além de entreter as crianças, faz com que os pais participem das ações ao lado de seus filhos.

“É um projeto que traz esta mobilização e a gente percebe que nos abrigos havia uma ociosidade muito grande entre as crianças e os jovens. Então, a Semcaspi trouxe esta proposta e a gente abraçou, como possibilidade de estar mobilizando estas crianças. Com isso, a gente traz os pais para perto delas, como forma de fomentar uma maior interação entre eles e com a própria Semcaspi”, ressalta Antônio Neto.

(Com PMT)

Jogo do Poder