Destaques Geral Local Política

Campanha de Dr. Pessoa e Robert Rios toma ritmo acelerado com visitas por diversas regiões

A campanha do candidato a prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), toma um ritmo acelerado a cada dia. Na noite desta sexta-feira (09), ele se reuniu com lideranças e moradores dos bairros Torquato Neto, Mário Covas, Ininga e Nova Teresina, acompanhado do seu candidato a vice, Robert Rios e do deputado estadual, João Madson, além dos candidatos a vereador, Pinheiro (MDB), James Guerra (PSB) e Zé Nito (MDB).

Em uma das reuniões, o deputado João Madson falou dos motivos para apoiar Dr. Pessoa e Robert Rios. “Vejo críticas ao nosso candidato pela sua maneira de falar, mas não falam das suas mãos limpas e das mais de 80 mil pessoas que atendeu sem cobrar nada. Ele não vai governar com a fala, mas sim com uma equipe qualificada, com competência e amor à esse povo. Já o Robert tem um raciocínio acima da média e o coração do tamanho do mundo que poucos conhecem. Estamos apoiando o que tem de melhor em Teresina”, disse.

Robert Rios contou como a decisão para a candidatura foi tomada. “Há um ano o Dr. Pessoa chegou para mim e disse que eu seria o candidato e ele o meu vice. Sem pestanejar eu falei que seria o contrário, pois Dr. Pessoa tem a cara de Teresina, tem cheiro de povo e tem tudo para fazer a melhor gestão que essa cidade já viu, pois o seu interesse é um só, que é continuar cuidando de gente. Teresina sempre foi administrada pela elite e é a primeira vez que um homem de origem humilde vai ser o prefeito, porque dessa vez o povo tem a certeza de que essa mudança é a sua salvação”, pontuou.

Na oportunidade, Dr. Pessoa aproveitou para falar do orgulho que sente do seu time. “Tenho um vice que faço questão de mostrar para todos, pois será ele que me ajudará em todas as tomadas de decisões. Tenho uma equipe técnica e capacitada, os melhores deputados ao meu lado e um time competente de candidatos a vereador, que terão voz e vez na minha administração. Estou certo que chegou a nossa vez e as críticas não me abalam, pois me atacam pelo meu modo simples de falar e nada mais, mas não sabem que tenho orgulho disso. Vergonha eu teria se tivesse uma ficha suja e policiais federais batendo na minha porta”, finalizou o candidato a prefeito.

Redação