Destaques Geral Local Política

Agricultores apresentam itens que serão utilizados na alimentação das escolas de Teresina

Mais um passo da Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar, as nutricionistas da Secretaria Municipal de Educação (Semec) analisaram nesta quinta-feira (29) as amostras dos produtos. As associações/cooperativas levaram alguns dos itens que cultivam e que farão parte do cardápio escolar este ano. Macaxeira, feijão verde, melancia, quiabo e abóbora são alguns dos alimentos adquiridos pela Secretaria diretamente de pequenos produtores. Mais de 30% da alimentação escolar é composta de produtos oriundos da agricultura familiar.

Raimundo Batista é um dos agricultores que concorrem na Chamada Pública. No sítio localizado no Povoado Soturno, cultiva com a esposa frutas e legumes, como banana, maxixe e couve. Agora, com a possibilidade de fornecer uma grande quantidade de produtos, planeja contratar um ajudante de carteira assinada. “Essa parceria com a Semec é ótima, nos fortalece enquanto produtores”, disse Raimundo.

Segundo ele, os alimentos são cultivados sem agrotóxicos e da forma mais natural possível. “Não uso veneno, cuido para que tenha qualidade. Essa é nossa maior preocupação, produzir em grande quantidade e com qualidade”, afirma.

A boa qualidade dos itens é um dos aspectos avaliados pela equipe de Nutrição durante a análise das amostras. Os alimentos que irão para os alunos devem ter o tamanho médio padronizado, ser acondicionados de forma correta e respeitar as condições higiênico-sanitárias.

A nutricionista da Semec, Juliana Sampaio, explica que só são aprovados os fornecedores que cumprirem com todas as normas do edital. “Esse processo criterioso ajuda a garantir que todos os alimentos estejam em condições ideais para consumo, fornecendo os nutrientes essenciais para a boa saúde dos nossos alunos”, conclui. (Ascom)

Jogo do Poder