Destaques Geral Local Política

“Agressividade do discurso de Firmino é medo de perder as eleições”, afirma Merlong

O deputado federal Merlong Solano (PT) divulgou uma nota rebatendo as recentes declarações do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), em que declara através da imprensa que o governador Wellington Dias (PT) seria ingrato com a cidade de Teresina. O prefeito tem dito que o gestor estadual trata mal Teresina por não gostar da cidade. “Teresina gosta mais dele do que ele retribui. Então, ele é um ingrato com a cidade de Teresina”, enfatizou o prefeito.

Merlong Solano reagiu e emitiu uma nota refutando as declarações feitas pelo prefeito tucano. De acordo com a nota, o deputado revelou que as declarações dadas pelo prefeito Firmino em tom agressivo, são na verdade um reflexo do gestor da capital ao perceber que pode perder as eleições municipais na capital. Em seu segundo mandato, Firmino Filho não pode concorrer à reeleição na capital, e apoia a candidatura do seu ex-secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma.

Merlong Solano enumera algumas ações do governo estadual em Teresina, a exemplo das áreas da educação, infraestrutura, saúde, mobilidade urbana, habitação, entre outras, contrariando as declarações feitas por Firmino sobre a ingratidão do Partido dos Trabalhadores para com o povo da cidade.

“Para não alongar o texto, darei destaques a alguns fatos que demonstram na prática nosso carinho por Teresina e nossa postura republicana no trato com uma prefeitura gerida por outro partido […] Hospital Universitário (HU), Hospital de Urgência de Teresina HUT), Centro Integrado de Reabilitação (CEIR), Ponte Estaiada. Programas sociais, como o Minha Casa Minha Vida, Luz Para Todos, além de uma série de obras de mobilidade urbana na capital”, argumenta Solano.

Íntegra da nota do deputado federal Merlong Solano:

O prefeito Firmino Filho corre o risco de perder a eleição e já está perdendo a urbanidade, resvalando já há algum tempo para uma postura agressiva.

Num dado momento, classificou os adversários, especialmente os petistas, como sendo “tudo farinha do mesmo saco”. Agora, vem a público afirmar que o governador Wellington Dias é ingrato com Teresina, que não teria realizado obras e benefícios para a nossa capital.

Tendo sido acolhido por Teresina ainda criança e tendo sido integrante do primeiro escalão das gestões do PT no Piauí, sinto-me atingindo pelas afirmações.

Venho, pois, assim de modo rápido, e quase de memória, afirmar a verdade sobre a ação de governos petistas em Teresina, com feitos notáveis nas áreas de infraestrutura, educação, saúde, mobilidade urbana, habitação etc.

Começo lembrando a enorme atenção dos presidentes petistas com o Piauí e com Teresina, em particular. Em várias ocasiões, Lula e Dilma vieram a Teresina e sempre trazendo benefícios. Já o presidente do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, gostava muito de viajar pelo mundo, mas não dava a mesma atenção ao interior do Brasil. Procuro, mas não encontro obra de destaque que tenha sido viabilizada por FHC em Teresina.

Para não alongar o texto, darei destaques a alguns fatos que demonstram na prática nosso carinho por Teresina e nossa postura republicana no trato com prefeitura gerida por outro partido, coisa que o Firmino admitiu numa das vindas da presidente Dilma à nossa capital.

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO – obra autorizada em 1987, iniciada em 1989. Duas gestões de FHC, do PSDB, na presidência não foram suficientes para concluírem. As etapas finais e decisivas – conclusão da obra, aquisição de equipamentos e concurso público para contratar os servidores – foram viabilizadas durante os governos do PT, o que permitiu a inauguração em 2012.

HOSPITAL DE URGÊNCIA DE TERESINA – inaugurado pelo presidente Lula em 2008, após 18 anos de iniciada a obra. Mais uma vez, duas gestões do PSDB na presidência da República não foram suficientes para ajudar a prefeitura a concluir a obra, equipar…

CEIR (Centro Integrado de Reabilitação) –concebido e executado integralmente na gestão petista e inaugurado pelo presidente Lula e pelo governador Wellington Dias em 2008.

PONTE ESTAIADA – obra iniciada em 2008 e concluída em 2010 com recursos de R$ 74 milhões da União, R$ 20 milhões do Estado do Piauí e R$ 11 milhões da Prefeitura de Teresina.

MINHA CASA, MINHA VIDA – milhares de casas entregues em Teresina e no Piauí.

LUZ PARA TODOS – milhares de famílias que saíram da lamparina na zona rural de Teresina e do Piauí.

Unidades Básicas de Saúde de Teresina – R$ 24 milhões investidos na expansão da rede, por meio de emenda parlamentar do deputado Assis Carvalho (PT).

Lembro ainda: Alargamento da Av. Kennedy; Alargamento das BR 316 e 343; modernização do metrô, por meio do VLT; modernização do Liceu Piauiense; Escola de Dança; Escola de Música; Piauí Conectado; parceria público-privada que modernizou a Rodoviária; parceria público-privada que modernizou a CEASA; pavimentação asfáltica em diversos bairros; Programa Minha Casa Legal; parceria público privada do sistema de abastecimento e de esgotamento sanitário, que regularizou o abastecimento de água e já ampliou a cobertura de esgotamento sanitário para 35% da capital; etc.

Concluo afirmando que eleição é um capítulo da democracia que deve ser entendido como o momento em que a população toma sua decisão. Às lideranças, cabe a grandeza de aceitar o veredicto, assim como preservar um ambiente de civilidade que possibilite a convivência dos diversos agentes que têm responsabilidades na condução dos assuntos de interesse da sociedade.

Teresina, 23/09/2020

Merlong Solano

Deputado Federal (PT/PI)

Redação