Geral Municipios Política

Aberto em Caxias IV Seminário do Programa Dinheiro Direto na Escola

Foi aberto no auditório do Centro de Treinamento João Paulo II, o IV Seminário do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), promovido pela Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SEMECT). Com o tema “Planejamento, o segredo para um bom gerenciamento dos programas federais pelas unidades executoras escolares”, o seminário é um diálogo com os gestores escolares sobre as ações desenvolvidas com os recursos que chegam às escolas, que variam de R$ 8 mil a mais de R$ 100 mil reais por ano, perfazendo mais de R$ 3 milhões de reais anualmente somando todas as escolas.

“Com os recursos do PDDE, nós temos parques infantis, internet, pequenas reformas, material pedagógico, acervo de escola ampliado, caixa de som, TV e data show. A qualidade tem melhorado bastante, esse recurso vem para necessidades imediatas e de longo prazo, então é um recurso muito importante”, frisa Wilma Gutelaine, gestora escolar.

“Nós já tivemos muitas melhorias, adquirimos computadores, materiais permanentes e reformas”, destaca José Macêdo, gestor escolar.

Um representante do Banco do Brasil foi convidado para que as relações entre o banco e as escolas sejam melhoradas. “O Banco do Brasil é o operador do PDDE, nós fazemos a intermediação do gestor com o banco. Cadastramos senhas, fazemos os cadastramentos dos gestores e atualizamos atas para que eles possam movimentar o capital PDDE“, frisa Francisco Divino, representante do Banco do Brasil.

Atualmente 123 escolas contam com o Programa Dinheiro Direto na Escola. Durante o Seminário, a Secretaria está prestando assessoria às unidades de ensino para que elas façam as devidas prestações de contas, para que não fiquem inadimplentes e continuem recebendo os recursos.

“Nos últimos quatro anos estamos trabalhando com os gestores dando a formação continuada necessária, para que cada um deles, que fazem parte das unidades executoras, se preparem para fazer o Plano de Ação Estruturada junto ao FNDE, e assim possa usar o recurso federal da melhor forma possível, atendendo as necessidades da escola”, destaca Ana Célia Damasceno, secretária municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SEMECT).

Jogo do Poder

Fonte: PMC